Dermatite de contato: causas e tratamento

Dermatite de contato: causas e tratamento

A dermatite de contato (ou eczema de contato) se divide em irritativa e alérgica. É uma reação inflamatória na pele decorrente da exposição a um agente capaz de causar irritação ou alergia. A dermatite irritativa é causada por substâncias ácidas ou alcalinas, como sabonetes, detergentes, solventes ou outras substâncias químicas usadas em nosso dia-a-dia. Pode aparecer na primeira vez em que entramos em contato com o agente causador. Ocorre em um grande número de pessoas e as lesões da pele geralmente são restritas ao local do contato.
A dermatite alérgica de contato aparece após repetidas exposições a um produto ou substância. Ela depende de ações do sistema de defesa do organismo, e por esse motivo pode demorar meses a anos para ocorrer, após o contato inicial. Ocorre, em geral, pelo contato como produtos de uso diário e frequente, como perfumes, cremes hidratantes, esmaltes de unha e medicamentos de uso tópico. As lesões da pele acometem o local de contato, podendo atingir outros à distância.
As dermatites de contato podem ocorrer tanto no ambiente doméstico como nas atividades de lazer e no trabalho. Neste último é chamada de dermatite de contato ocupacional.
SINTOMAS
São variáveis e dependem da causa: ardor, queimação ou até intensa coceira (prurido). As reações alérgicas podem ocorrer repentinamente ou meses após a exposição a uma substância, o que pode dificultar na descoberta do agente causador da alergia ou irritação.
A dermatite alérgica, muitas vezes, provoca uma erupção vermelha no local em que a substância entrou em contato. A reação alérgica surge após 24 a 48 horas da exposição. A lesão pode ser inchada e vermelha, com pequenas bolhas; quente; ou formar crostas espessas. A dermatite irritante torna a pele seca, vermelha e áspera. Fissuras podem se formar no local. Os sintomas são mais discretos com pouca coceira e sensação de dor e queimação.
As mãos são um local comum da dermatite de contato. Vários agentes podem ser os causadores, como produtos de limpeza, cosméticos (cremes e loções hidratantes) e são frequentemente afetadas em atividades profissionais, como cabeleireiros, auxiliares de limpeza e pedreiros.
DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO
Baseia-se na história contada pelo paciente de exposição a um agente irritante ou alérgeno e no aspecto das lesões da pele. Quando existe a suspeita de se tratar de uma dermatite alérgica, está indicada a realização do teste de contato, que é um método no qual o médico aplica no dorso do paciente os agentes mais prováveis de terem causado a reação. O teste é aplicado num dia e retirado após dois dias, mas o resultado final poderá ser definido somente após um a dois dias da retirada dos mesmos, o que implica três visitas ao consultório médico.
O tratamento depende muito da extensão e da gravidade do quadro, e as medidas poderão ser apenas locais ou incluir a utilização de medicações via oral ou injetáveis.

Deixe Seu Comentário

Seu endereço de e-mail não será divulgado.